Torne sua marca Uma Referência na Internet e Venda 365 dias do ano.

O que é Marketing Digital e Como Contratar

O que é Marketing Digital e Como Contratar

Olá, hoje eu vou te falar como avaliar uma Agência de Marketing Digital na prática, e assim, te livrar do erro de contratar uma Agência de Marketing Digital sem um parâmetro bem definido, que vai te causar muito prejuízo financeiro e tempo perdido.

Então, aproveite ao máximo esta leitura, e saia na frente da sua concorrência. Afinal de contas, provavelmente o seu concorrente não sabe contratar uma agência digital, e isso te dará muita vantagem sobre ele.

Para começar eu preciso que você saiba de uma coisa. Não existe marketing digital, o que existe é o marketing. Então, todo o marketing digital nada mais é do que uma abordagem que é online. Não existe essa coisa de mundo online e mundo offline.

O que existe é mundo. Pronto acabou, não existe marketing digital, marketing de recomendação, marketing direto, existe marketing, só que você usa as ferramentas de marketing de maneiras diferentes, e aí você dá sobrenomes para isso.

Mas o que é marketing digital então?

Então vamos lá…

Marketing Digital é quando você usa as ferramentas de marketing, as abordagens, o pensamento de marketing no meio digital. Ou seja, você usa ferramentas e aplicativos.

Agora para que serve isso então ?

O marketing digital é muito bom para você gerar uma quantidade exorbitante de interessados no seu negócio, naquilo que você vende, no seu produto ou  serviço. Porque você atinge uma base muito maior do que você atinge quando você está trabalhando com ambiente físico. De forma mais rápida e com menor investimento.

Para o marketing tradicional, se você vai fazer pesquisa de mercado, você vai a campo. Só que isso você pode fazer no meio online de forma muito mais ágil. Você pode por exemplo, realizar enquetes para identificar uma nova região para expansão ou buscar sugestão de um novo ponto para sua loja. A agilidade neste processo é muito importante para qualquer empresa. É isso que o ambiente online possibilita.

Alguns tipos de ações podem gerar um grande volume de cadastro de pessoas que podem comprar de você.

Ela vê um anúncio seu, cai em uma página de cadastro em que ela deixa o e-mail, mas pode ser também o WhatsApp. Pronto, a partir de agora é um novo contato que você tem pra falar sobre a sua empresa, produtos ou serviços. Chamamos isso de “Gerar Leads”. No ambiente digital é muito simples realizar uma ação deste tipo, e muito mais eficaz do que fazer no offline. Porque no offline, é mais caro você lidar com papel e grandes equipes.

No Online, é muito mais barato. Quanto custa levar uma equipe a campo para realizar uma pesquisa? Transporte, diárias, impressão, etc. Agora quanto custa você transportar um anúncio online até as pessoas? É praticamente zero o custo. Só que você gera muito mais cadastros (leads).

Só que dentre esses leads, você tem três categorias:

3 Categorias de Clientes

O primeiro é o curioso

É quem não vai comprar de você. Ele quer saber mais um pouquinho. Ele fica olhando os produtos e vai embora. Então, ele é o curioso. Só que existem outras duas categorias. Duas categorias que você tem que se preocupar, que são a do…

Multiplicador e do Comprador

Qual a diferença?

O multiplicador é quem vai falar de você, ele gostou do que você entregou para ele. Você entregou aqui por exemplo, um desconto ou  um bônus em troca do e-mail dele, e esse bônus a gente chama de recompensa digital, que é uma recompensa por ele ter te deixado o e-mail ou Whatsapp. O que você vai pedir de informação, depende se você vende regionalmente ou nacionalmente.

Agora, como é que você sabe se esse lead é multiplicador, curioso ou um comprador?

Como é que você descobre se esse lead é o teu cliente ideal?

Uma das formas é através da técnica da dupla recompensa. Agora que essa pessoa clicou nesse botão quero o meu bônus por exemplo, e você enviou ela para uma página de obrigado,  ao invés de você colocar aqui simplesmente um obrigado, você faz na página de obrigado uma pesquisa com uma pergunta que define especificamente se aquele cara é o teu cliente ideal ou não. Se ele é um possível comprador ou apenas curioso.

Digamos que você esteja vendendo um processo de coaching de transição de carreira. É importante você saber se aquela pessoa quer fazer a transição de carreira ou não nos próximos seis meses ou 12 meses. Então, você pode fazer uma pergunta para ela e dizer: “Se você responder essas próxima pergunta, você vai receber um outro e-book, melhor ainda, uma vídeo-aula“, alguma coisa que é uma outra recompensa digital, que é chamada de dupla recompensa. Só que melhor inclusive do que a primeira.

A resposta dessa pergunta vai te dizer exatamente se o Lead quer fazer a transição de carreira no máximo em dois meses, ou pretende fazer uma transição de carreira daqui a dois anos, ou não pretende fazer uma transição de carreira.

É uma forma para você aumentar a qualificação desse lead.

E a partir daí você faz o seguinte: para quem respondeu sim eu quero fazer a transição de carreira, você manda para uma outra página de obrigado onde você pode falar, “já que você pretende fazer a transição de carreira, talvez você precise de ajuda, para isso preencha um formulário que nós entraremos em contato com você”. Pronto. Aqui você já tem uma venda, uma prospecção e definiu quem é o seu comprador.

Agora se a pessoa respondeu não, eu não quero fazer a transição de carreira. Você manda para uma página de obrigado diferente que é a página do “você não é meu cliente ideal” então muito obrigado. Com isso você já qualificou quem é o seu cliente ideal, e pode pedir para o Facebook através de uma ferramenta chamada Pixel de Marketing, que apresente os seus anúncios para pessoas com comportamento semelhante, com maior potencial de preencher o formulário.

Então, para que serve o marketing digital?

Serve para você aumentar de maneira precisa os resultados do seu negócio, seja ele online ou físico.

É um mundo que une a lucratividade e escala para gerar receita no offline.

Com o marketing digital você atrai muita gente, e pode qualificar essas pessoas para que você venda para elas. Imagine que no mundo offline você atraia 10.000 leads, e você tem uma equipe de vendas que tem cinco pessoas. Quão trabalhosa será a qualificação desses leads? Agora, imagina que você entregue para sua equipe comercial de cinco pessoas somente aqueles que querem comprar, você vai enviar para sua equipe comercial o lead que é justamente aquele que já é comprador porque você qualificou.

Isso é muito bom.

Assim, você gera uma ferramenta de prospecção gigantesca e muito eficiente. O marketing digital serve pra você aumentar os seus resultados no teu negócio offline, é para você ganhar mais dinheiro, e não só pra você ganhar mais dinheiro, é também para ficar mais lucrativo, porque não interessa a receita que você ganha, o que interessa é o quanto sobra no caixa da sua empresa no final do mês.

Tem empresa que fatura 1 milhão e gasta 990 mil, e com a precisão do online você pode melhorar essa equação.

O poder do Marketing Digital

Imagine que você tem uma loja de vinhos no interior de algumas cidade, ou seja, não passa muita gente no interior, não em uma rua escondida de algumas cidades do interior. Não passa muita gente na frente, e até então, a maneira como você vende é pegar um bom ponto comercial, que passa muita gente na frente, e daí essas pessoas vão ver a sua fachado e vão comprar de você.

Pois é, um dos problemas dessa abordagem é que um bom ponto comercial é muito caro, isso diminui a sua lucratividade de maneira brutal, o segundo problema dessa abordagem é que nem todo mundo que passa ali na frente é uma pessoa que de fato está interessada em comprar um vinho, então você acaba derrubando a lucratividade do seu negócio e você acaba tendo que pegar um ponto pouco comercial.

Agora e se você qualificar as pessoas antes? Imagina que você tem uma loja numa rua escondida, numa segunda fase dessa rua escondida, em uma rua que não tem muita gente passando. Primeiro, esse ponto comercial é mais barato, isso aumenta a lucratividade, mas você se pergunta: como eu vou colocar gente dentro da loja se não tem gente passando lá na frente? Simples, você vai atrair essas pessoas pelo online e já indicar o offline.

Hoje temos Google Maps, então a pessoa acha o que ela quiser.

Agora imagine o seguinte: imagina que você anuncia para uma pessoa que já gosta de vinhos, ela gosta de ver sobre vinhos no Facebook, ela pesquisa sobre vinhos no Google e por aí vai. Então lá está ela em blogs de vinhos, ou seja, você tem uma pessoa que gosta de vinhos e você pode anuncia para ela. O anúncio é uma ponte entre a pessoa e o que ela quer, que por um acaso você vende.

Ao invés de oferecer um produto, você poderia anunciar um e-book gratuito sobre vinhos, que irá qualificar o lead que gosta de vinho e talvez não seja comprador neste momento, mas com custo praticamente zero você consegue atraí-la para sua loja, porque agora você vai ter informações para começar um relacionamento por e-mail ou por WhatsApp com essa pessoa, atraindo ela pra loja.

Então, digamos que você dê dicas de harmonização de vinhos e no quarto e-mail você a convida para uma degustação na loja. Um detalhe importante, o seu anúncio vai ser local, porque não adianta anunciar em Goiânia se a sua loja vende apenas em Cuiabá. Isso é muito fácil de se fazer hoje em dia, então agora você está se relacionando com essa pessoa próxima, e você pode pegar um dos e-mails e se relacionar com ela e falar o seguinte: venha aqui na minha loja na sexta-feira à noite porque a gente vai fazer uma degustação, isso uma degustação para que você não só possa degustar alguns queijos com vinho e também leve algumas garrafas de vinhos com uma tremenda promoção que a gente está fazendo.

Quer dizer, eu estou atraindo online, estou vendendo offline.

Para que serve o marketing digital então?

Para você gerar muitas oportunidades de negócio para o seu negócio offline. É para isso que serve.

Ou para que serve um produto digital? Para você qualificar compradores.

Também serve para pesquisar novos mercados.

Imagine que a sua loja no Rio de Janeiro fez uma campanha nacional oferecendo um produto digital (e-book) e conseguiu o cadastro de 5.000 leads de Belo Horizonte, que estão em contato com a sua marca. O que eu faria, se eu fosse você. Bom, existem algumas opções: na primeira opção é abrir uma loja em Belo Horizonte, como você já tem contato com essas 5.000 pessoas, é só você abrir a loja lá e enviar os teus leads compradores para sua loja de BH. E você pode fazer no Brasil inteiro.

O que eu acabei de falar, é sobre você abrir um negócio lucrativo desde o primeiro dia, usando a estratégia de começar pela audiência. Você primeiro atrai a audiência com essa técnica por exemplo, e depois você joga a audiência no negócio que você vai abrir, fazendo o negócio lucrativo desde o primeiro dia.

Foi exatamente esta estratégia que adotamos para a inauguração de uma Hamburgueria em Sorriso-MT, e tivemos a casa cheia já no primeiro dia. Porque priorizamos a construção da audiência antes mesmo da abertura.

Mas voltando ao caso dos vinhos. Você também pode abrir franquias. Imagina que você chega em uma feira de franquias em Belo Horizonte e faça a seguinte proposta: Olha eu tenho aqui a franquia da minha loja de vinhos, da minha marca e eu tenho cinco mil pessoas em Belo Horizonte que eu não consigo atender, que querem comprar de mim. Você gostaria de atender essas pessoas? Pronto, você tem uma franquia vendida.

Então, marketing digital pode alavancar de uma maneira absurda o seu resultado no offline, só que poucas empresas aproveitam isso, porque muita empresa acha que fazer marketing digital é simplesmente fazer um post no Facebook e tentar vender alguma coisa. E acaba contratando agência de marketing para esta função.

Aqui está o erro!

O anúncio não foi feito para vender, o anúncio foi feito pra você espantar curiosos e atrair compradores para uma zona de engajamento, onde você possa conversar e entender o que eles querem.

Então, esse foi um artigo para falar sobre como o marketing digital pode ajudar a sua empresa offline, independente se você vende produto ou serviço. E te mostrar que existem várias estratégias diferentes, basta que a sua agência digital seja criativa e trabalhe com objetivos bem definidos.

Estas são algumas das estratégias que nós aplicamos diariamente nas empresas que atendemos. Se você quer entender como a Agência Flux pode ajudar a sua empresa, e se a nossa consultoria realmente serve para o seu negócio, fale com um dos nosso consultores.

Até o próximo Artigo 😉

Deixe uma resposta

Fechar Menu